segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Procon-SP se reúne com o DPPC para coibir abusos no mercado de consumo

Práticas abusivas de empresas que prometem cursos gratuitos vinculados a promessas de vagas de trabalho, estágio e bolsas de estudos, confome tratamos aqui; e sites que vendem produtos, não entregam e ainda cobram em duplicidade do consumidor, como vimos aqui; foram os temas discutidos em reunião realizada na sede do Procon-SP, entre os diretores da instituição e o delegado titular da Unidade de Inteligência Policial do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), Fernando Shimidt. 

O objetivo do encontro foi discutir estratégias de atuação conjunta dos dois órgãos contra práticas que lesam os direitos do consumidor. “Trabalhar em parceria com o DPPC é importante para tentar eliminar o quanto antes do mercado fornecedores que se aproveitam da vulnerabilidade do consumidor para cometer práticas que contrariam a lei”, afirma Renan Bueno Ferraciolli, diretor de fiscalização do Procon-SP.

Ainda de acordo com Ferraciolli, é importante que o consumidor denuncie as empresas que desrespeitem os seus direitos, "pois as reclamações auxiliam no trabalho de fiscalizar condutas que lesam o Código de Defesa do Consumidor", finaliza. 

O consumidor pode reclamar e ser orientado sobre seus direitos e deveres através do nosso blog, do site e dos canais de atendimentos do Procon-SP

Clique aqui e saiba mais sobre Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania. As fotos da reunião podem ser vistas no Flickr do Procon-SP