terça-feira, 8 de novembro de 2011

Cartão pré-pago: o vínculo com o banco existe sim!


Apresentado, na semana passada, como  opção para os consumidores que não possuem conta corrente ou aqueles que estão com o nome negativado e consequentemente sem acesso ao crédito, o cartão pré – pago não pode ser tratado como se não houvesse qualquer vínculo entre o consumidor e as instituições financeiras que o oferece.

O produto oferece algumas vantagens: para possuí-lo não precisa aprovação de crédito, basta depositar o valor na instituição escolhida. Além disso, dá a possibilidade do consumidor  controlar melhor seus gastos com compras, ou seja, se o cliente depositar R$ 1.000,00, por exemplo, é o valor que ele terá à disposição para uso.

Porém, é importante ficar atento às taxas cobradas, que são muito elevadas. Alguns bancos chegam a cobrar R$ 15,00 para a emissão do cartão e até R$ 7,00 para cada saque efetuado pelo consumidor e  as  recargas também são cobradas.  Por isso, se estiver pensando em adquirir este produto, pesquise e veja se realmente vale a pena. 

O Procon-SP alerta que apesar de em alguns casos não ser necessário possuir conta corrente para adquirir um cartão pré – pago, não elimina a responsabilidade do banco em caso de falhas nas transações (saques e compras não reconhecidas, por exemplo).