quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Código de Defesa do Consumidor em Cordel - Parte 3

Para encerrar nossa série especial, trazemos um folheto que faz parte do programa “Procon em Cordel”, desenvolvido pelo Procon Municipal de Campina Grande, Paraíba. 

O “Cordel do Consumidor Consciente”, lançado em 2008, é de autoria do cordelista Manoel Monteiro, que faz parte da Academia Brasileira de Literatura de Cordel.

Os versos falam de vários temas ligados aos direitos dos consumidores, tais como publicidade, crédito consignado, consumismo, alimentação saudável e
consumo sustentável.

Para saber mais sobre o "Procon em  Cordel" e  ouvir este e os outros cordéis do programa  sendo recitados - “O Procon sem mistério nos mistérios do Cordel”, “São João no Procon: o cordel dos seus direitos” e “Saber comprar é uma arte” - clique aqui


Cordel do Consumidor Consciente
Autor: Manoel Monteiro

Nosso CÓDIGO DE DEFESA
DO CONSUMIDOR é onde
Se alguém se sente lesado
E o responsável se esconde
Ou começa com trejeito
Pra defender seu Direito
Esse instituto responde.

Se você compra um produto
E o mesmo dar um defeito
Ou contratar um serviço
Pagar e ficar mal feito,
Reclamar, não ser ouvido,
No seu Direito ferido
O PROCON vai dar um jeito.

Para reclamar, contudo,
Tem que ter prova legal
E uma prova robusta
É ter a Nota Fiscal,
Uma Nota de Serviço
Ou equivalente a isso
Com respaldo oficial.

A um tempo atrás se a gente
Adquirisse um produto
E ele desse um defeito
O prejuízo era bruto
Pois ao reclamar se ouvia
O vendedor que dizia:
Vai comprar outro, matuto!

Com o advento do Código
Hoje a coisa é diferente
Quem recebe nossa grana
Tem que respeitar a gente;
Respeito é bom e faz bem
E mais a quem for também
CONSUMIDOR CONSCIENTE.

(…)

CONSUMIDOR CONSCIENTE
Pesa, sopesa, analisa
Olha a qualidade, o preço,
Pechincha muito e pesquisa,
Mas, mesmo com tudo isso
Só assume compromisso
Quando de fato precisa.

(…)

Saber comprar é a arte
De viver sem levar susto
Só adquirindo aquilo
Que seja belo e robusto,
Útil, durável, esteja
precisando mesmo e seja
Vendido no preço justo.

(…)

Consumidor tem Direito
Do tanto da obrigação
Sociedade é assim
Tem mão e contra mão;
É muito mais agradável
O CONSUMO RESPONSÁVEL
Para o bem do cidadão.

****

Confira os outros posts da série: "Cordel do Consumidor" e "ARPE - uma aliada do consumidor na peleja com os serviços públicos".

Aqui nos despedimos com muita alegria, pois o CDC em Cordel divulga nossa cultura e colabora para a construção da cidadania.