quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Procon-SP nas Redes sociais

Procon-SP também está no Facebook e no Twitter

A Fundação Procon-SP criou contas nas redes sociais Facebook e Twitter, com o  objetivo  de  ampliar  a  visibilidade  de informações sobre a defesa do consumidor,  e  orientar  de  maneira  mais ágil e simples sobre direitos e deveres nas relações de consumo.

Além  da  orientação, os perfis também contarão com notícias sobre todas as atividades  do  Procon-SP,  incluindo  palestras, cursos, informações sobre fiscalização, recall e pesquisas de produtos e serviços.

Para  o diretor-executivo do Procon-SP, Paulo Arthur Góes, a utilização das redes   sociais   amplia   a  possibilidade  de  dialogar  diretamente  com consumidor,  fornecedor  e  imprensa.  “Com  mais esse canal de comunicação atingimos  de  uma vez só várias metas, dentre elas disseminar conceitos de educação   para   o  consumo  e  responder  com  agilidade  às  dúvidas  do internauta”.
 
Para seguir o Procon-SP pelo Twitter o endereço é @proconspoficial. No Facebook a página é: www.facebook.com/proconsp. Fotos em alta resolução estão armazenadas em álbuns do Flickr: http://www.flickr.com/photos/procon-sp/sets/.

Os canais de atendimento para orientação e reclamação em casos de problemas no mercado de consumo são:

Orientações  - 151 (Só para a capital. Ligação gratuita)
Pessoalmente - de segunda à sexta-feira, das 7h às 19h. Sábados, das 7h às 13h, nos postos dos Poupatempo, sujeito a agendamento no local.
- Praça do Carmo, S/N, Centro. Telefone: 0800-772-3633
Santo Amaro - Rua Amador Bueno, 176/258 - São Paulo - SP (próximo ao Largo Treze de Maio). Telefone: 0800-772-3633.
Itaquera - Av. do Contorno, S/N, Itaquera (ao lado do metrô). Telefone: 0800-772-3633.


Nos  postos  dos  Centros  de  Integração da Cidadania (CIC) Norte, Leste, Oeste,  São  Luiz, Imigrantes e Feitiço da Vila, de segunda à quinta-feira, das 9h  às 15h. Veja  os  endereços  aqui.

Fax - (11) 3824-0717.
Cartas - Caixa Postal 3050, CEP 01031-970, São Paulo-SP.

Na Grande São Paulo e interior, o consumidor pode procurar o órgão municipal.