sexta-feira, 9 de março de 2012

Procon SP promove roda de conversa sobre relações de consumo e deficiência visual


Denise e Simone conversam com os funcionários do Clube de Mães
No dia 07 de março, quarta-feira, o Procon-SP realizou uma Roda de Conversa sobre Relações de Consumo para Pessoas com Deficiência Visual no Clube de Mães do Parque Santa Rita, organização social localizada na Vila Curuçá, zona leste de São Paulo.  

A atividade foi realizada pela  técnica em defesa do consumidor Simone Freire Belo e pela a bibliotecária Denise Pinheiro Martins. Pela manhã, houve um debate com os funcionários do local sobre os problemas, dificuldades, atendimento e acompanhamento adequados.

Funcionários vendados assistem aos vídeos com audiodescrição
Os funcionários contaram suas experiências, esclareceram dúvidas e vivenciaram como um cego pode “visualizar” imagens de forma acessível, assistindo com olhos vendados a um trailer  de um filme nacional e comerciais com audiodescrição, que é a narração verbal de informações, textos, objetos e expressões visuais não compreendidas na conversação dos personagens. Também foi exibido o vídeo "Dicas de Convivência".

À tarde, o grupo foi composto por pessoas com deficiência visual. Elas falaram sobre suas dificuldades, receberam informações sobre produtos e serviços específicos e assistiram a um vídeo sobre a vida diária de um usuário de cão guia.

Durante o dia, os participantes conheceram produtos de tecnologia assistiva, ou seja, equipamentos de auxílio que tornam possível a realização de atividades com autonomia, segurança e independência.
 
Simone explicando como utilizar a reglete para os participantes
Foram apresentados: reglete e punção para escrita em Braille, assinador, relógio despertador falante, aparelho celular com software para leitura da tela, bengala, audiolivro, livros e folhetos impressos em Braille e letras ampliadas, além de outras publicações sobre acessibilidade e direitos da pessoa com deficiência.
 
"A inclusão da pessoa com deficiência deve ser uma prioridade de toda sociedade. Nossa contribuição para que isso se efetive só está começando. Atividades como esta nos inspira e nos leva a crer que estamos no caminho certo", disse Valéria Rodrigues Garcia, diretora de estudos e pesquisas do Procon-SP.

Valéria Garcia ressaltou ainda a importância de ampliar o debate sobre acessibilidade nas relações e consumo, pois "dá condições ao Procon-SP de propor e traçar políticas públicas e cobrar dos fornecedores que também façam a sua parte", concluiu.

Para saber mais: 

Assista aos vídeos utilizados: Trailer do filme, Dicas de Convivência e Usuário de Cão Guia

Conheça o livro: Audiodescrição: transformando imagens e palavras.