sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Dicas Culturais: Bienal do Livro, centenário de Nelson Rodrigues e eventos para pais e filhos


“Livros transformam o mundo, livros transformam pessoas” é o tema da 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que acontece entre 9 e 19 de agosto no pavilhão de Exposições do Anhembi. Com uma programação abrangente, o evento mescla literatura com diversão, negócios, gastronomia e cultura.

A Bienal reunirá as principais editoras, livrarias e distribuidoras do país. São cerca de 480 expositores participantes que apresentarão para 800 mil visitantes seus mais importantes lançamentos em um espaço total de 60 mil m².

Serviço: 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo
Quando: de 9 a 19 de Agosto de 2012
Onde: Pavilhão de Exposições do Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1.209 - Santana - São Paulo - SP
Horário de Visitação: de 09 a 18 de agosto, das 10h às 22h, dia 19 de agosto, das 10h às 20h, com entrada até as 18h.

Para mais informações sobre o evento acesse http://www.bienaldolivrosp.com.br.


Mostra celebra centenário de Nelson Rodrigues

Nelson Rodrigues passava longe de temas leves. Dramas familiares carregados de tragédias eram recorrentes em sua obra. O dito atual “politicamente correto” era criticado por ele a duras penas, quando não se tornava motivo de gozação. O dramaturgo, escritor e jornalista estava disposto a despertar o desconforto da plateia, tocando nas feridas abertas da sociedade brasileira.

Visto como uma figura polêmica no período em que viveu (1912-1980), Nelson só teria seu trabalho positivamente reconhecido após a morte. A contragosto da grande maioria, que ele dizia ser “burra”, o autor é, hoje, uma unanimidade ao se falar em boa dramaturgia brasileira.

Neste mês, quando o escritor chegaria ao seu centenário, a Secretaria Municipal de Cultura apresenta a mostra “Agosto 100 Nelson”, que acontece entre 3 e 16 de agosto. A programação celebra a obra de Rodrigues exibindo releituras de suas peças nos teatros distritais e uma mostra que leva para a Sala Luiz Sergio Person da Biblioteca Viriato Corrêa e para o Cine Olido algumas adaptações para cinema.

As temáticas não parecem tão absurdas se levarmos em conta a história de vida do autor. Além de dificuldades financeiras, a família imensa e problemática, a saúde frágil e os amores não correspondidos contribuíram para sua visão ácida e crítica do cotidiano. Soma-se a isso o fato de ter trabalhado como jornalista na seção policial de um periódico, época em que acompanhou episódios típicos dos enredos apresentados em sua obra.

“O Beijo no Asfalto”, por exemplo, retrata a história de um rapaz que foi atropelado e, antes de morrer, implora a um desconhecido que o beije na boca. Por ter atendido ao pedido, o assunto é explorado sensacionalmente pela imprensa e desencadeia situações constrangedoras. O Cine Olido exibe as duas versões cinematográficas do texto, uma dirigida por Flávio Tambellini em 1964 e a outra, por Bruno Barreto em 1980. Também no Olido, será apresentado o cultuado “A Falecida”, de Leon Hirszman, que marcou a estreia de Fernanda Montenegro no cinema, em 1965.

Nas duas salas que recebem a mostra serão exibidos, entre outros longas-metragens, “Toda Nudez Será Castigada” (1973) e “O Casamento” (1975), ambos com direção de Arnaldo Jabor. 

Serviço: Biblioteca Pública Viriato Corrêa – Sala Luiz Sergio Person. Rua Sena Madureira, 298, Vila Mariana, Zona Sul | tel. 5573-4017 e 5574-0389. Grátis.
Galeria Olido – Cine Olido. Av. São João, 473, Centro. Tel. 3331-8399 e 3397-0171. R$ 1. Censura: 16 anos

Para mais informações sobre a mostra acesse o Portal da Prefeitura de São Paulo.

Dia dos Pais no Museu da Língua Portuguesa

Foto: Yugo TanakaEm tempos de internetês, twitadas e posts, pais e filhos ainda falam a mesma língua? No Museu da Língua Portuguesa, sim. Afinal, este é o museu que fala a nossa língua!  No próximo domingo, dia 12 de agosto, o Museu vai festejar o Dia dos Pais de uma maneira diferente. O pai que estiver acompanhado de seu filho ou filha não precisará pagar ingresso e, para isso, bastará apresentar na bilheteria documentos que comprovem o parentesco entre eles.

Para integrar pais e filhos, as comemorações preparadas pela equipe do Núcleo Educativo do Museu da Língua Portuguesa incluem jogos e atividades com expressões da língua portuguesa que atravessam gerações. Gírias e curiosidades sobre a maneira de falar de pais, filhos e avós virão à tona nas brincadeiras e conversas que vão acontecer no tapete colocado no 3º andar do museu.

Filhas, filhos e pais ainda contam com um folder especialmente criado para visitas em família, que apresenta os conteúdos do museu de maneira bem divertida. O material está disponível no balcão do pátio de acesso ao museu.

Serviço: “Dia dos Pais no Museu da Língua Portuguesa”
Horário das atividades no terceiro andar: das 11h às 16h30
Visitas ao prédio: 12h e 14h (inscrições no pátio de acesso ao museu, 15 minutos antes da visita, vagas limitadas).
Endereço: Praça da Luz s/n
Horário da bilheteria: 10h às 17h
Data: 12 de agosto

Fonte: Assessoria de Imprensa Museu da Língua Portuguesa

Dia dos Pais no Museu do Futebol



Qual o técnico responsável pela frase “O craque deve ser admirado até pelos seus adversários”? Quem foi João sem Medo? Que técnico treinou a seleção de Portugal? O futebol está repleto de ‘pais’ (treinadores) e ‘filhos’ (jogadores). Pensando neles, o Museu do Futebol, localizado no estádio do Pacaembu – homenageia no sábado (11) e domingo (12 - Dia dos Pais) os técnicos que, além de conquistarem títulos por seus clubes e pela seleção, ainda deixaram suas marcas no futebol. Nesses dias a entrada no Museu será gratuita para todos os pais, que vierem acompanhados pelos filhos, mediante apresentação de documento que comprove o parentesco.

Durante o passeio, pais e filhos poderão relembrar juntos momentos e datas importantes da história do futebol brasileiro. Na Sala das Copas do Mundo é possível observar imagens e vídeos de alguns técnicos inesquecíveis. Entre eles estão Telê Santana (1931-2006), um dos mais importantes treinadores da história do futebol brasileiro; Vicente Feola (1909-1975), que treinou a Seleção Brasileira de 1958, campeã do mundo na Suécia, e a de 1966 na Copa da Inglaterra; Zagallo (1931), que comandou a Seleção Brasileira no tri mundial de 1970, além das Copas de 1974 e 1998, e esteve também em dois mundiais como auxiliar técnico (1994 e 2006); e Luis Felipe Scolari (1948), conhecido como Felipão, no Brasil, e Scolari, em Portugal. O técnico foi campeão do mundo com a Seleção Brasileira, na Copa do Mundo de Japão e Coréia do Sul, em 2002.

Para completar a lista de “Pais Treinadores” não poderia faltar João Saldanha (1917 - 1990), técnico de futebol e jornalista. Ele levou a seleção brasileira a classificar-se para a Copa do Mundo de 1970. Também era conhecido como João Sem Medo por ter personalidade forte. O técnico é citado na Sala Números e Curiosidades.

Pais e filhos ainda podem se divertir em outras salas do Museu. Na sala Anjos Barrocos, em meio a telas gigantes com projeções em sucessivas fusões, 25 jogadores flutuam, movendo-se em pleno ar; já a sala Rito de Passagem transmite ao visitante toda a emoção sentida pelos jogadores da seleção brasileira e pela torcida na final da Copa do Mundo de 1950, contra o Uruguai. Para completar, os visitantes ainda fazem uma visita à arquibancada do Estádio do Pacaembu e podem testar suas habilidades futebolísticas na Sala Jogo de Corpo.

Dica: No sábado dia 11 tem jogo do Atlético GO x Santos e a bilheteria do Museu fechará às 15h30. Os pais torcedores podem chegar mais cedo e visitar o Museu antes da partida.
Serviço: “Dia dos Pais no Museu do Futebol”
Local: Museu do Futebol
Endereço: Praça Charles Miller, s/n
Data: sábado (11) e domingo (12)
Horário do sábado: das 9h às 15h30 (bilheteria). Permanência até as 16h30. Nesse dia o Museu fechará mais cedo, pois haverá jogo do Atlético GO x Santos no Estádio do Pacaembu.
Horário do domingo: das 9 às 17h(bilheteria). Permanência até às 18h

Entrada gratuita para os pais, acompanhados dos filhos, mediante apresentação de RG ou documento que comprove o parentesco. Telefone (11) 3664-3848, o site é www.museudofutebol.org.br.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Museu do Futebol 

Outras dicas podem ser encontradas no site da Secretaria do Estado da Cultura e no blog Um Instante na Biblioteca.