quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Cuidados para não cair em armadilhas na "Boxing Week"


Depois da “Black Friday”, alguns sites prometem descontos de até 70% entre os dias 26 e 29 de dezembro. É a "Boxing Week”. Para não cair em armadilhas, o consumidor deve ficar atento aos seus direitos e tomar cuidado com promoções vantajosas demais. Confira as dicas do Procon:

- Antes de comprar, compare os preços, inclusive com empresas que não participam da promoção. Assim, você escapa de promoções “milagrosas” e evita as compras por impulso.

- No caso de maquiagem de preço – que é quando o fornecedor eleva o preço do produto antes de fornecer o desconto – o consumidor tem direito de obter o desconto pelo preço real, que era usualmente praticado antes da promoção;

- Mercadorias entregues posteriormente devem ser conferidas no momento do recebimento. Se houver alguma irregularidade, devolva o produto com especificação do problema na nota de entrega e entre em contato com o estabelecimento para solucionar a questão;

- Quanto ao pagamento, é sempre bom verificar as formas oferecidas pelo site. Evite os que aceitam somente boleto bancário;

- Opte por comprar à vista para não comprometer seu orçamento a longo prazo. Se for parcelar, é fundamental ficar atento aos juros que serão cobrados;

- Nas compras de produtos, ou contratação de serviços, realizadas através da internet, telefone, catálogo ou qualquer outra forma que seja fora do estabelecimento comercial, o consumidor pode desistir em até sete dias – contados a partir da confirmação da compra ou do recebimento da mercadoria. Se for o caso de uma contratação de serviço, a data passa a ser contada a partir da contratação;

- É importante que o consumidor formalize, por escrito, a desistência da compra e, se for o caso, devolva o produto recebido. Nesses casos terá o direito da devolução integral de qualquer valor que tenha sido pago (inclusive frete e taxa de postagem);

- Imprima ou salve todos os documentos que demonstrem a compra e a confirmação do pedido (comprovante de pagamento, contrato, anúncios, etc.);

- Havendo dificuldade para concluir a compra com desconto anunciado contate a empresa, no SAC ou por e-mail, para comprovar o fato e depois, se for o caso, exigir o cumprimento da oferta;

- Instale programas de antivírus e o firewall (sistema que impede a transmissão e/ou recepção de acessos nocivos ou não autorizados) e os mantenha atualizados em seu computador;

- Nunca realize transações online em lan houses, cybercafés ou computadores públicos, pois podem não estar adequadamente protegidos.

Não seja enganado, diga não ao #falsodesconto

Caso se depare com problemas como: promessa de promoção com preços iguais aos praticados dias antes do “Saldão”, ou mudança de preço no momento da finalização da compra feita via internet, por exemplo; denuncie em nossas redes sociais. No Twitter (@proconspoficial) use a “hastag” #falsodesconto e envie o print da página com o problema. O mesmo procedimento pode ser feito através do Facebook (https://www.facebook.com/proconsp). Todos os casos serão analisados pela Diretoria de Fiscalização do Procon-SP para possível abertura de processo administrativo.

Consumidores residentes no Estado de São Paulo  que tenham alguma dificuldade em concretizar a compra pela internet por indisponibilidade do produto ofertado com preço promocional podem encaminhar o caso ao atendimento eletrônico no site do Procon-SP.

Black Friday”

O Procon-SP notificou, em novembro, empresas que participaram da “Black Friday” por indícios de maquiagem nos descontos. O organizador do evento também foi notificado a apresentar explicações sobre problemas que o consumidor teve para conseguir acesso em alguns links de ofertas e sites de lojas.

As respostas dos fornecedores envolvidos estão sendo analisadas pelo Procon-SP.