terça-feira, 8 de janeiro de 2013

300 mil acessos e um pedido de reflexão


Hoje ultrapassamos a marca dos 300 mil acessos! Isso não seria possível sem você, que  lê, comenta e compartilha, nas redes sociais, as informações que disponibilizamos neste espaço. Além dos tradicionais agradecimentos aos leitores e de ressaltar a importância da interação com a sociedade para a melhoria do trabalho que desenvolvemos no blog, esse post convida para uma reflexão:

Por que consumimos?

A princípio deveria ser para a satisfação de nossas necessidades. Mas a questão é: quais são nossas reais necessidades?

Hoje somos levados a imaginar ser uma necessidade dormir na fila da loja para comprar produtos que sequer sabemos quais são, pelo simples fato de estarem em "promoção";  nos vemos obrigados a adquirir a “inovação tecnológica do momento”, que será obsoleta em menos de um ano; ou ter um um tênis que custa o mesmo que duas parcelas do carro que foi comprado em “suaves" e longas prestações. Por que não paramos para nos perguntar se realmente precisamos destas coisas?

Claro que atender nossas vontades e realizar um “sonho de consumo”, de vez em quando, não é um erro. Mas é importante separar necessidade do desejo. Assim, nos tornaremos consumidores mais conscientes e não comprometeremos o nosso equilíbrio financeiro em nome de um certo "status" que não ajudará a pagar as contas no final do mês. Pense nisso.

Ricardo Lima Camilo
Assessoria de Comunicação Social
Fundação Procon-SP