terça-feira, 16 de abril de 2013

Baterias de carros e motos terão selo do Inmetro

A partir de junho apenas produtos 
certificados poderão ser fabricados

Fabricantes nacionais e importadores de baterias para carros e motos têm até junho para se adequar à portaria do Inmetro que determina que estes produtos devem conter o selo de conformidade do instituto. O prazo para o comércio se adequar é um pouco mais longo, vai até junho de 2014. Fabricantes, importadores e comerciantes que apresentarem produtos em desconformidade, depois desses prazos, estarão sujeitos às penalidades previstas em lei
.
O Inmetro publicou a portaria em junho de 2012. Ela define a certificação compulsória de baterias, ou acumuladores de energia de chumbo ácido, utilizados em automóveis e motocicletas.

— Constatamos no mercado que alguns fabricantes informavam na embalagem uma capacidade de amperagem inferior ao que o produto de fato oferecia, prejudicando o consumidor e a concorrência justa. Por isso, decidimos regulamentar o produto, com foco no desempenho — informa Alfredo Lobo, diretor da Qualidade do instituto.

Lobo ressalta, no entanto, que apesar dos prazos de adequação, já é possível encontrar no mercado produtos certificados.

A portaria determina que o Selo de Identificação da Conformidade deve ser impresso, de forma clara e legível, no rótulo da bateria, contendo o logotipo do Inmetro, a identificação do Organismo de Certificação de Produto e o número de registro da família do produto no instituto.

No caso de baterias vendidas embaladas, a embalagem também deverá apresentar o selo de forma clara, com as mesmas informações. Os selos podem se apresentar de quatro formas, dependendo do produto.