sexta-feira, 7 de junho de 2013

Festa do Imigrante e outras dicas culturais

Por Denise Martins

18ª Festa do Imigrante

Neste fim de semana, no Arsenal da Esperança, continua a 18ª Festa do Imigrante, que tem com principal objetivo valorizar e exteriorizar a cultura, tradições e saberes de todas as nacionalidades que compõem e constroem a cidade de São Paulo. Nessa edição, haverá a participação de um número ainda maior de comunidades das imigrações contemporâneas (como países da áfrica e latinos), além daquelas que representam o grande fluxo migratório da virada do século XIX.


Em 2013, a tradicional Festa do Imigrante ganha mais um dia de celebração para acolher melhor os visitantes e contemplar mais apresentações artísticas e oficinas (de artesanato e dança). O público que for ao evento poderá visitar a “Estação em Rede”, local que terá disponível terminais para consulta ao acervo digital do Museu da Imigração e ponto de coleta de depoimentos para o projeto “Cosmopaulistanos”.

Outro destaque da programação será o “Espaço Temperos do Mundo”, local onde os representantes de nacionalidades irão fazer receitas típicas de diversas regiões e dicas de preparo. Sucesso em 2012, a Tenda Faz e Conta volta nessa edição do evento com sessões de contação de histórias e lendas para as crianças. Outra atividade prevista é a "Sala de Conversa", com discussões sobre as principais questões relacionadas à imigração na atualidade como: direitos humanos dos migrantes, refúgio e tradições culturais.

Confira o site do evento

Serviço

Local: Arsenal da Esperança (Complexo da antiga Hospedaria dos Imigrantes)
Dias e horário: 08 e 09/06/2013, das 10:00 às 16:00
Endereço: Rua Dr. Almeida Lima, 900 - Mooca - São Paulo/SP
Ingresso: R$ 6,00 (meia-entrada para professores da rede pública, estudantes e pessoas acima de 60 anos)
Informações: (11) 2692-1866


Feira Étnica Afro Brasileira

Imagem:
 http://www.facebook.com/faculdade.zumbidospalmares
O Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra, vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, promove sua primeira edição da Feira Étnica, nos dias 8 e 9 de junho, na Faculdade Zumbi dos Palmares. A exposição marca as comemorações dos 29 anos do conselho, que atua na mobilização de políticas públicas para a população afrodescendente do Estado de São Paulo. 

Desfiles, shows, palestras, exposições e oficinas compõem a programação dos dois dias de evento. A feira tem o objetivo de fomentar o empreendedorismo da população negra, apresentando inovações e tendências do segmento afro para um público plural, que reflete a diversidade étnica de São Paulo. 

Serviço

Local: Faculdade Zumbi dos Palmares - Hall Azul
Dia e horário: 08/06, das 14h às 20hs e 09/06, das 10h às 18hs
Endereço: Av. Santos Dumont, 843 - Armênia - São Paulo/SP

Fonte: SJDC

Últimos dias da Virada Sustentável


A Virada Sustentável termina neste domingo (9) com muitas atividades. 

No dia 8 (sábado), os destaques são o Ballet de Cegos da Associação de Ballet e Artes Fernanda Bianchini, no Parque Villa-Lobos, as atividades do grupo Global Shapers na Escola Estadual Lacy Lenski Lopes, em Poá e o filme Muito Além do Peso, no Cine Telona, no Parque da Juventude.

Já o último dia do evento começa com o Passeio Ciclístico do WWF-Brasil, que sai às 9h00 do Vale do Anhangabaú. São destaques da programação ainda nesse dia o workshop Desperdício zero: a mágica do total aproveitamento de alimentos com a ONG Gastromotiva no Mercadão e a Praça da Cidadania, onde os participantes poderão falar sobre seus direitos e deveres, no Parque da Juventude.

A Virada é um evento cultural que reúne atrações (música, teatro, dança, instalações, exposições) que têm a sustentabilidade e seus diferentes temas (mudanças climáticas, biodiversidade, água, reciclagem, diversidade, direitos humanos, mobilidade urbana etc) como conteúdo principal. 

Confira a programação completa no site www.viradasustentavel.com.

Fonte: Diário Oficial do Estado de SP e www.viradasustentavel.com

Sarau homenageia Guimarães Rosa em São José dos Campos


Imagem: FCCR
Em homenagem ao mês de aniversário de Guimarães Rosa (1908-1967), o projeto Leitura Livre, da Fundação Cultural Cassiano Ricardo, realiza neste sábado (8), das 15h às 17h, o sarau “Nonada: Veredas de Poesia” no Parque Vicentina Aranha (Rua Prudente Meireles 302, Vila Ady-Anna). Outros escritores com temas ligados ao sertão também serão lembrados por meio de apresentações de dança, teatro, música e declamação de poemas.

Estarão presentes os artistas Paulo Willians de Souza, Rialcim e Borges, David de Godoi Maria, Beatriz Galvão Nogueira, Zenilda Lua, Dom de Oliveira e Eliete Santos. Qualquer pessoa também poderá fazer alguma apresentação relacionada ao tema.

No evento estarão em exposição livros de 35 escritores joseenses. Essas obras serão divulgadas e vendidas no Espaço Cassiano Ricardo durante o Festival da Mantiqueira, que será realizado de 14 a 16 de junho no distrito de São Francisco Xavier.

Fonte: FCCR

Sinfônica e shakuhachi na Concha Acústica do Taquaral em Campinas


Com a colaboração do Núcleo Regional de Campinas


Imagem: Antonio Scarpinetti/Unicamp
Que tal um repertório bem temperado com sons orientais de Koyama, Miyazaki, Tomaz Vital e uma boa pitada de Villa-Lobos?  Este caldeirão sonoro poderá ser apreciado pelo público na Concha Acústica da Lagoa do Taquaral, no próximo domingo (9), a partir das 17 horas. Para deixar o programa ainda mais sedutor, os solos serão de shakuhachi, uma flauta de tradição japonesa, que já ganhou a partitura dos ocidentais. O instrumento será interpretado por Hiroshi Fuchigami, com regência de Daisuke Shibata. Tudo com o som da Orquestra Sinfônica da Unicamp.

Cllique aqui e saiba mais sobre o shakuhachi e as obras que serão executadas.

Serviço

Local: Auditório Beethoven – Lagoa do Taquaral 
Dia e horário: 09/06 (domingo), às 17:00
Endereço: Avenida Dr. Heitor Penteado, Portão nº 2, Lagoa do Taquaral - Campinas/SP
Entrada franca

Fonte: Unicamp

Veja mais dicas culturais na Secretaria Estadual de Cultura, no Guia SP Cultura (site da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo) e no Guia de Acessibilidade Cultural (informações sobre a acessibilidade dos equipamentos culturais da cidade de São Paulo).