quinta-feira, 4 de julho de 2013

Dica de filme - Ilha das Flores

Por Denise Martins e Rosana Piccoli dos Santos 


O que a trajetória de um tomate, da plantação ao descarte, pode nos dizer sobre a sociedade de consumo?

O curta-metragem "Ilha das Flores", lançado em 1989,  apresenta a desigualdade social através de uma crítica ao processo de produção e circulação de mercadorias, e permanece atual exatamente por mostrar questões sociais e ambientais discutidas hoje em dia.

O consumo faz parte do nosso cotidiano, mas será que na hora das compras, temos noção dos impactos de nossas decisões na qualidade de vida das pessoas e no equilíbrio do meio ambiente? Refletimos sobre as desigualdades sociais geradas pela economia? Estamos preocupados com o desperdício?  

O filme retrata a realidade de uma área pobre de Porto Alegre, que possui um lixão para onde  vai o tomate descartado por ser considerado impróprio para consumo. Neste lugar, mulheres e crianças buscam alimentos para sobreviver, em disputa com porcos.

"Ilha das Flores" foi escrito e dirigido pelo cineasta Jorge Furtado, com produção da Casa de Cinema de Porto Alegre. Recebeu vários prêmios, dentre eles, o de Melhor Curta no Festival de Gramado e o Urso de Prata do Festival de Berlim de 1990.

Para assistir, clique aqui.