quarta-feira, 17 de julho de 2013

Queda na tarifa não melhora percepção sobre serviços de energia elétrica

A queda mínima de 18% no valor da tarifa não elevou significativamente a satisfação dos consumidores residenciais de energia elétrica neste ano, segundo levantamento realizado pelo Instituto Innovare para a Associação Brasileira dos Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee).

Em 2013, o índice de satisfação dos consumidores subiu pouco, dentro da margem de erro, para 78,7%, ante 78,2% no ano passado. As entrevistas foram feitas entre 16 de fevereiro e 6 de abril, período em que os usuários começaram a perceber nas contas de luz a redução das tarifas determinadas pelo governo.

Apesar da redução no preço das tarifas, permaneceu em queda a percepção quanto ao nível de fornecimento de energia aos usuários brasileiros, em tendência que teve início a partir de 2009. A piora nessa avaliação por parte dos usuários combina com o crescimento no número de interrupções no fornecimento de energia percebido no país.

A pesquisa é feita anualmente desde 1999, a partir de um questionário com cerca de 70 perguntas apresentadas a consumidores de energia elétrica. Segundo o Innovare, a satisfação cresceu em todas as regiões do país, exceto na Sudeste, onde houve recuo de um ponto percentual no índice.


Veja também: