quarta-feira, 27 de abril de 2016

Fique atento! Falta de medição de energia elétrica pode causar aborrecimentos


Atualizado em 28/4/2016
Você sabia que se seu imóvel ficar fechado o dia todo, isso poderá acarretar problemas em sua conta de luz?
Toda vez que o que o funcionário da companhia de energia elétrica não conseguir realizar a leitura do relógio de luz por algum motivo como, por exemplo: cachorro solto; portão fechado; casa fechada etc., a cobrança será feita pela média dos últimos 12 (doze) anteriores à constatação do impedimento.

 De acordo com as regras da Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica, a medição pela média poderá ser feita por, no máximo, três vezes. Após este prazo, o fornecimento de energia poderá ser cortado mediante aviso prévio ao consumidor.
Apesar de estar previsto nas regras da agência reguladora, o Procon-SP é contra o corte de energia por se tratar de um serviço essencial.
Se, quando for efetuada a leitura real, ficar constatado que o consumo foi maior do que o calculado pela média, o consumidor terá que efetuar o pagamento da diferença. Em contra partida, se o consumo for menor, haverá devolução do pagamento efetuado a mais.

Desta forma, uma vez que na conta vem discriminada a data prevista para a próxima leitura, é aconselhável que o consumidor se programe para facilitar o acesso do funcionário da concessionária de energia para que seja feita leitura do relógio, ou se necessário, ele deve solicitar a mudança da localização do medidor para a concessionária.

Onde Reclamar

Se a medição não for feita por culpa da concessionária, ou se o consumidor quiser contestar o valor cobrado, uma reclamação deve ser feita no SAC da empresa. Se não conseguir resolver sua demanda, os seguintes canais podem ser procurados

Aneel - Agência Nacional de Energia Elétrica - telefone: 167 -www.aneel.gov.br.

Arsesp - Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo - telefone: 0800 72 70 167- www.arsesp.sp.gov.br.

Procon –  Os canais de atendimento do Procon-SP e dos órgãos municipais conveniados podem ser encontrados aqui.

O consumidor também pode pleitear seus direitos no Poder Judiciário.

18 comentários:

  1. estou morando a 2 meses na rua Caetano Furquin e o leiturista não passa para fazer leitura o que fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde!

      Entre em contato com o SAC da concessionária e faça uma reclamação. Persistindo o problema, reclame na Arsesp (www.arsesp.gov.br)ou no Procon (veja os canais no "Perfil" de nosso blog).

      Excluir
  2. Boa noite..
    A AES Eletropaulo não conseguia realizar leitura em minha reidencia pois eu moro sozinho e trabalho,pelo que li,o procedimento seria após 3 meses cobrando uma média,ela cobraria ou ressarciria a diferença no mês que ocorre-se a leitura ou cortaria energia no 4° mês sem leitura mediante aviso prévio correto?...porém hoje ela alega que são dois aos sem leitura cobrando gasto médio e esta me cobrando 3mil que seriam referentes a diferença de leitura e uma multa,...gostaria de saber se a agência tem direito de cobrar essa multa,e caso sim se ela pode cobrar isso duma hora pra outra como resolveu fazer.
    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde!

      Para a devida análise de questão, procure o atendimento do Procon mais próximo com as últimas faturas de energia (pelo menos seis). Pois, considerando apenas o relato, é possível contestar a cobrança.

      Também é possível reclamar na Aresesp a respeito dos procedimentos adotados pela concessionária (www.arsesp.gov.br).

      Excluir
  3. Tenho uma casa de aluguel, meu inquilino recebeu uma multa por imóvel fechado no valor acima de seiscentos reais, pergunta:existe multa deste valor e por este motivo, não terei a que ter 8ma notificação antes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde!

      Para respondermos de forma adequada, precisamos saber quem aplicou essa multa. Por favor, envie a resposta em um novo comentário.

      Excluir
  4. Boa Tarde!
    Quando do faturamento incorreto RN 414/2010 Art. 113 da ANEEL na unidade consumidora de energia elétrica, por responsabilidade da Concessionária, ou seja, o medidor encontra-se com problema por falta de manutenção/aferição etc. A Concessionária pode cobrar se o problema ocorreu a 10 meses?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde!

      Se, quando for efetuada a leitura real, ficar constatado que o consumo foi maior do que o calculado pela média, o consumidor terá que efetuar o pagamento da diferença. Em contra partida, se o consumo for menor, haverá devolução do pagamento efetuado a mais.

      Excluir
  5. Bom dia
    No meu caso a residencia está fechada ha 4 meses PARA REFORMA ,costumo alugar o imóvel !
    Porem veio um valor muito alto ,entrei em contato com a elektro a atendente me informou que ,a leiturista afirma não ter acesso ao relógio.
    Que mentira pois não ha nada que impeça a leitura do mesmo.
    Como provas mandei e-mail com foto onde se localiza o relógio e que nada impedi a leitura.
    A atendente pediu para eu aguardar uma nova verificação,
    Não tive respostas e veio outra conta com valor acima da media.
    O minimo era até R$ 46,00,de dois meses pra cá veio R$ 146,50 e R$ 78,00.
    E previsto para esse mês R$ 85,00.
    PODE ISSO UMA VEZ QUE ATÉ O RELÓGIO ESTA DESLIGADO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, você pode contestar estes valores junto a própria concessionária de energia, não havendo solução procure o Procon de sua cidade.

      Excluir
  6. Boa tarde, eu recebi a última fatura da concessionária com a cobrança de um valor de consumo baseado na média dos últimos 12 meses. O imóvel é um apartamento e não houve impedimento para a realização da leitura. Entrei em contato com o SAC da empresa e fui informado de que não houve leitura por conta de uma greve dos funcionários que fazem a leitura. Li a resolução 414/2010 e pelo que entendi a concessionária somente pode aderir à esta modalidade de cobrança por média quando há impedimento na leitura, e.g., morador ausente ou quando há motivo de força maior, sendo que este último caso deve ser comunicado ao consumidor e à ANEEL. Não houve comunicação prévia, nem tampouco uma explicação na própria fatura em questão. Supondo os fatos narrados, o título do artigo em questão e a recusas da concessionária em reemitir uma fatura, qual seria a recomendação da Fundação Procon? Agradeço antecipadamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde!

      Com o número do protocolo fornecido pela empresa, entre em contato com a Aneel para reclamar sobre o ocorrido.

      Caso resida no estado de São Paulo, envie o problema para http://migre.me/kGcYG

      Excluir
  7. O funcionario da Aes eletropaulo não comparece p fazer a leitura e mesmo assim coloca casa fechada , dizem que área de risco. Já reclamei e de jeito nenhum aparece um funcionario para a leitura, agora depois da troca de empresa apareceu um funcionario para a leitura e minha conta veio quase 10 mil reais. Nao tenho condicoes para pagar isso, o que eu faco?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Elizabeth

      Caso resida no estado de São Paulo, envie o problema para http://migre.me/kGcYG

      O setor de atendimento analisará a questão para buscar uma intermediação com a concessionária, já que a falta de leitura não foi causada por sua responsabilidade, de acordo com o seu relato.

      Excluir
  8. Bom dia !!
    Desmanchei a minha casa antiga e cortamos os fios para a construção da nova .Passei a receber somente a taxa de 25 reais 17 reais e assim variava os porque o contador está zerado!!Nos últimos dois meses estão me cobrando 117 reais de cada conta sendo que fui na rede de energia e expliquei que estou construindo e está tudo desligado!!Por favor qual procedimento devo tomar ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Drika.

      Caso resida no estado de São Paulo, envie o problema para http://migre.me/kGcYG

      O setor de atendimento analisará a questão para buscar uma intermediação com a concessionária, caso seja possível.

      Excluir
  9. boa tarde, o morador anterior a mim pediu a suspensão da energia. Ocorre que quando comprei o apartamento pedi a ativação e a transferencia do nome. porém, eles suspensaram lá, mas a energia continuou funcionando. Somente meses depois houve a leitura do registro em que enviaram a primeira conta. o problema é que nessa fatura eles cobram a somam dos meses anteriores em que não houve leitura. A empresa pode cobrar por esses meses anteriores, sendo que o erro foi exclusivamente deles? pois solicitei quando comprei o ap.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde!

      Se houve erro por parte da empresa, é possível contestar a cobrança. Caso resida no estado de São Paulo, envie o problema para http://migre.me/kGcYG

      Excluir

Não serão publicados:

Comentários ofensivos e comentários que contenham dados pessoais como telefone, e-mail, endereço e informações bancárias (número de conta corrente e cartão de crédito, por exemplo).